09/10/2014

Agropecuária sustentável para alimentar o mundo

O nível da inflação foi levemente mais baixo do que o de abril, debido a menores taxas de inflação dos alimentos na maioria dos países. Os preços das carnes de frango e de boi, assim como a laranja, foram os alimentos com maior incidência positiva na inflação geral dos países da região.

Santiago do Chile, 05 de julho de 2013

Segundo o Boletim Mensal de Preços, este comportamento é um reflexo das menores taxas de inflação dos alimentos na maioria dos países. De sua parte, a inflação mensal geral da região registrou 0,5%, mantendo assim seu nível médio dos últimos 12 meses.

América Central, México e Caribe

Guatemala e Nicarágua registraram taxas mensais de inflação geral e de alimentos maiores do que as reportadas em abril. Em El Salvador, no México e na República Dominicana os índices de preços, tanto geral como dos alimentos, mostraram ligeiras variações negativas. No caso de El Salvador, este fenômeno se repete pelo segundo mês consecutivo. Ainda que Honduras e Panamá tenham reportado aumentos nos níveis de preços dos alimentos, estes foram apenas superiores a zero e menores do que as variações do mês de abril. Na Costa Rica os índices de preços geral e dos alimentos praticamente não registraram variação em maio.

América do Sul

No mês de maio a maioria das economias desta sub-região registrou níveis de inflação mensal dos preços de alimentos menores do que as taxas do mês de abril. Este foi o caso de Argentina, Brasil, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai. Em contraste, na Bolívia, no Chile e na República Bolivariana da Venezuela, as taxas de inflação gerla e de alimentos foram maiores do que as reportadas em abril. Apesar destes movimentos, em muitos casos as taxas de inflação tanto geral como de alimentos não superaram 0,5%.

Principais produtos que incidiram na inflação da América Latina e Caribe

Os preços das carnes de frango e de gado, assim como a laranja, foram os alimentos de maior incidência positiva na inflação geral dos países da região. Em contraste, os preços do limão e da banana foram os que tiveram maior impacto negativo.

FONTE: FAO

11/10/2014

O Desafio foi lançado e você está convocado para a nossa 2ª edição

O Desafio foi lançado e você está convocado para a nossa 2ª edição

A população mundial não para de crescer. Até 2050, seremos 9 bilhões de pessoas e a necessidade de se produzir alimentos de qualidade em quantidade suficiente será ainda maior. Sabemos que um novo salto de produtividade só será possível através da ciência e da aplicação de novas tecnologias nas lavouras. Com o objetivo de discutir os novos caminhos do agronegócio brasileiro, FAO-ONU (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), Andef, Abag e Embrapa têm o prazer de convidá-lo para a segunda edição do Desafio 2050, no dia 14 de outubro, no MuBE.

11/10/2014

Agricultura Familiar

Agricultura Familiar

Cerca de 70% da produção nacional de alimentos tem como origem a agricultura familiar. Buscando desenvolver esse importante segmento do agronegócio brasileiro, a FAO celebra em 2014 o Ano Internacional da Agricultura Familiar. O objetivo é incluir os pequenos e médios produtores na discussão em torno do aumento da produção de alimentos no país e no mundo e conscientizá-los sobre a importância do uso das novas tecnologias.

11/10/2014

Andef na Agrifam: compromisso com o pequeno produtor

Andef na Agrifam: compromisso com o pequeno produtor

Comprometida com o desenvolvimento dos pequenos agricultores, a Andef participou entre os dias 1º e 3 de agosto, da Agrifam, considerada uma das principais feiras voltadas à agricultura familiar do Brasil. Mais do que distribuir materiais educativos sobre boas práticas no campo, a Andef, em parceria com a Protect, também realizou diversas demonstrações sobre o uso correto de EPI (Equipamento de Proteção Individual). "O objetivo foi levar conhecimento ao pequeno produtor e mostrar a importância do uso de proteção no campo. Se conseguirmos mudar a vida de um agricultor, já terá valido a pena", afirma Fabio Kagi, gerente de Educação da Andef.

11/10/2014

O desafio foi lançado e você está convocado para a 2ª edição

O desafio foi lançado e você está convocado para a 2ª edição

A população mundial não para de crescer. Até 2050, seremos 9 bilhões de pessoas e a necessidade de se produzir alimentos de qualidade em quantidade suficiente será ainda maior. Sabemos que um novo salto de produtividade só será possível através da ciência e da aplicação de novas tecnologias nas lavouras.

Com o objetivo de discutir os novos caminhos do agronegócio brasileiro, FAO-ONU (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), Andef, Abag e Embrapa têm o prazer de convidá-lo para a segunda edição do Desafio 2050, no dia 14 de outubro, no MuBE, em São Paulo/SP.

Mais informações em breve.

123
evento oficial:
realização:
parceiros:
apoio:
coordenação: